O escândalo escandaloso entre Johnny Depp e Âmbar Ouvido terminou no início do verão, mas as paixões em torno do ex-casal não diminuíram até agora.

Recentemente, soube-se que a atriz planeja obter uma redução na compensação monetária que o tribunal ordenou que ela pagasse ao ex-marido, e agora descobriu-se que a estrela de “Aquaman” pode iniciar em breve um processo de apelação caro.

A informação foi divulgada pelo Daily Mail. Segundo a fonte, em 24 de junho, o juiz anunciou a decisão do júri, que rejeitou a proposta dos advogados de Amber de reduzir a indenização e redigiu um protocolo a Heard, pondo fim ao processo.

Note-se também que, no último minuto, os advogados das estrelas não conseguiram chegar a um acordo, então Hurd planeja começar a contestar o veredicto do júri.

Sabe-se que o caso de destaque das celebridades de Hollywood será transferido para o Tribunal de Apelações da Virgínia em três semanas e, depois disso, ambos os lados terão 30 dias para apresentar documentos.

Lembramos que Depp processou a ex-amante por causa de um artigo que ela escreveu para o The Washington Post em dezembro de 2018.

No material, Amber falou de “uma figura pública que bate em suas esposas”. O júri decidiu que a estrela de Piratas do Caribe deveria receber US$ 10,3 milhões em danos não pecuniários.

Em um post anterior, o infame processo judicial entre Amber Heard e Johnny Depp chamou a atenção de internautas de todo o mundo.

E um dos momentos mais brilhantes foi a atuação do ex-namorado do ator – Kate Moss. E, claro, ele apoiou Johnny, assim como seus outros ex-noivos, Vanessa Paradis e Winona Ryder.

Em uma entrevista recente, Amber Heard comentou por que nenhuma das mulheres se atreveu a falar sobre os abusos, que, segundo a atriz, todas devem ter sofrido.

“Veja o que aconteceu comigo quando me apresentei e tentei dizer a verdade”, disse ela. Ela acredita que outras mulheres só têm medo da influência de Johnny.

Fonte