“The 360” mostra diversas perspectivas sobre as principais histórias e debates do dia.

O que está acontecendo

As revelações chocantes reveladas na entrevista de Oprah Winfrey com criou um nível de controvérsia que a família real britânica não via há décadas.

Na entrevista, o casal discutiu suas razões para se distanciar da monarquia e descreveu “a Firma” como uma instituição antiquada consumida por uma visão de mundo ultrapassada e enredada em uma relação tóxica com os tablóides britânicos. Meghan, que se identifica como birracial, disse que as pressões combinadas de uma monarquia hostil e a cobertura mordaz – às vezes abertamente racista – da imprensa que ela recebeu a levaram a pensar em suicídio. O casal também acusou um membro não identificado da família real de expressar “preocupações” sobre o quão escura a pele de seu filho Archie seria “e o que isso significaria ou pareceria”.

divulgou um curto comunicado dizendo que a família estava “triste” com as revelações e que as alegações de racismo eram “preocupantes”, mas o assunto seria “tratado pela família em particular”. Irmão de Harry , que é o terceiro na fila para o trono, defendeu sua família durante uma aparição na quinta-feira. “Não somos uma família racista”, disse ele a repórteres.

Por que há debate

Alguns especialistas reais acreditam que as acusações levantadas por Harry e Meghan são tão prejudiciais que podem obrigar a monarquia a modernizar seu funcionamento. O poder da família real, eles argumentam, depende inteiramente da percepção pública. Qualquer coisa que prejudique sua reputação pode limitar sua influência no país e no exterior. Alguns argumentam que a entrevista pode trazer mais pessoas para o movimento para abolir totalmente a monarquia. Para combater essa ameaça – potencialmente existencial – à sua imagem, a família pode se sentir obrigada a se reorganizar em uma instituição mais aberta e multicultural.

Também há esperanças de que a família real possa compelir a notoriamente incendiária imprensa britânica a reduzir suas práticas mais prejudiciais à luz dos danos que causou à imagem pública da coroa.

Outros dizem que é improvável que qualquer mudança significativa aconteça em resposta à entrevista. Eles argumentam que a família real respondeu às controvérsias anteriores, incluindo aquelas envolvendo a mãe de Harry, Diana, tornando-se mais isolada e fechada. O As acusações foram divididas em grande parte, sugerindo que pode não haver uma grande mudança na forma como a família real é vista no país. Alguns historiadores argumentam que é ingênuo pensar que a monarquia poderia se livrar do racismo, dado o passado colonial do império britânico.

Também há um grande ceticismo de que muitas coisas mudarão em relação ao relacionamento da família com os tablóides. Na verdade, alguns argumentam, a história de Meghan mostra como as coisas podem ir mal para qualquer um que se encontre na mira da mídia.

Perspectivas

A família real não pode permitir que o sentimento público se volte contra eles

“Não se engane, esta é uma entrevista que ficará para a história por ter abalado a família real britânica. … As circunstâncias levantam questões que vão direto ao âmago dos valores e propósito da monarquia: inclusão, unidade, estabilidade. Em uma democracia moderna, a família real sobrevive ou morre com base inteiramente no que as pessoas percebem que ela representa. ” – Victoria Murphy,

A monarquia não mudará em nada

“Em vez de se adaptar, mudar, talvez até mesmo se responsabilizar como instituição, a família real permanece com a impressão de que manter um bom relacionamento com a mídia (e o público) é mais importante do que a felicidade de seus membros individuais e certamente mais importante do que mudança significativa. ” – Zeba Blay,

A influência global da monarquia foi reduzida

“Eles fizeram alegações muito sérias, principalmente de racismo na família real, o que será muito prejudicial para a posição da Grã-Bretanha no exterior por seu poder brando, como é chamado.” – Historiador Andrew Roberts para

O público continuará a apoiar a realeza

“A monarquia tem passado por águas muito agitadas com muita frequência e vai resistir a esta tempestade.” – A comentarista real Roya Nikkhah para

A família real e a mídia estão muito entrelaçadas para alterar seu relacionamento

“A Casa de Windsor não aprende com seus erros, levou o desamparo aprendido a alturas altíssimas e lucra muito com o que Harry chamou de ‘o contrato invisível’ entre a mídia do Reino Unido e a realeza. – Robin Abcarian,

A família real deve trabalhar para reconquistar o apoio das pessoas de cor

“Essa acusação direta de racismo no seio da família real será altamente prejudicial na Grã-Bretanha multicultural. Cerca de 15 milhões dos 66 milhões de residentes do Reino Unido não nasceram lá. E a amada Comunidade da Rainha tem uma composição altamente diversificada. Ao se recusar a nomear a pessoa ofensora, Harry e Meghan lançaram uma grande nuvem sobre toda a monarquia. ” – Escudos Bevan,

É ingênuo esperar que uma pessoa reforma uma instituição centenária

“Sempre havia algo desesperador na fantasia de que a justiça social seria acelerada por um cidadão estrangeiro colocado por casamento no Palácio de Buckingham.” – Pankaj Mishra,

A mudança não acontecerá da noite para o dia, mas o progresso gradual pode acontecer

“Não, a monarquia não vai cair durante a noite. E os negros em todo o mundo não encontrarão magicamente as algemas afrouxadas. Mas cada vez que uma pessoa no poder reconhece que a dor do racismo é real, essa é mais uma mentira que não pode ser varrida para debaixo do tapete. Mais uma verdade que deve ser reconhecida. ” – Elizabeth Wellington,

Você não pode consertar uma instituição que não deveria existir em primeiro lugar

“Onde a resposta do público a esta revelação monótona se extraviou é na convicção generalizada de que devemos fazer com que a monarquia Melhor. De jeito nenhum. Você não pode transformar uma garrafa de veneno em uma bebida refrescante, não importa quanto açúcar você coloque nela. ” – Hamilton Nolan,

A entrevista pode fortalecer o movimento de abolição da monarquia

“A monarquia britânica lança seu feitiço desagradável em todo o mundo, e estaríamos todos melhor se o escândalo desencadeado pela entrevista de Meghan revigorasse o movimento republicano na Grã-Bretanha.” – Alan Wirzbicki,

Meghan e Harry farão a monarquia parecer cada vez mais obsoleta

“Harry e Meghan vão finalmente vencer. Apesar do frenesi dos tablóides, esta nunca foi a história de um mendigo ingrato sendo elevado pela monarquia. Tratava-se da união potencial de duas grandes casas, os Windsors e a celebridade californiana. Apenas uma dessas coisas tem futuro, e é aquela com o acordo da Netflix. ” – Patrick Freyne,

Existe um tópico que você gostaria de ver abordado em “The 360”? Envie suas sugestões para the360@yahoonews.com.

Leia mais “360” s

Ilustração fotográfica: Yahoo News; fotos: Getty Images

Fonte