George Segal, o ator indicado ao Oscar cujos créditos variam de Quem tem medo de Virginia Woolf? e Cadê o papai? para Basta atirar em mim! e The Goldbergs, morreu hoje em Santa Rosa, CA, de complicações da cirurgia de ponte de safena. Ele tinha 87 anos.

Sua esposa, Sonia Segal, confirmou a notícia. “A família está arrasada ao anunciar que George Segal faleceu esta manhã devido a complicações da cirurgia de ponte de safena”, disse ela em um comunicado.

Mais do prazo

Nos últimos oito anos, Segal havia participado regularmente da série de comédia familiar ambientada na ABC nos anos 1980 The Goldbergs. O último episódio que ele filmou antes de sua morte, o episódio 16 da atual oitava temporada do programa, está programado para ir ao ar em 7 de abril. A série deve prestar homenagem a Segal no ar.

Segal provavelmente é mais conhecido por seus papéis em comédias de TV como o editor de revistas Jack Gallo na NBC’s Basta atirar em mim !, um papel que lhe rendeu duas indicações ao Globo de Ouro e como o patriarca da família Albert “Pops” Solomon em Os Goldbergs. Ele também encabeçou o drama de detetive da ABC dos anos 80 Lei de Murphy, a comédia da CBS de 1987 Pegue cinco e a sitcom da TV Land Aposentou-se aos 35.

Mas Segal também foi indicado ao Oscar pela adaptação de Edward Albee de 1966 de Mike Nichols Quem tem medo de Virginia Woolf? – co-estrelando com as irmãs A Elizabeth Taylor e Richard Burton – e um ator principal no cinema. Ele estrelou filmes de lendas como Sidney Lumet (Tchau, Tchau Braverman, 1968), Carl Reiner (Cadê o papai ?, 1970), Herbert Ross (A coruja e a gatinha, 1970), Paul Mazursky (Blume apaixonado, 1973) e Robert Altman (California Split, 1974).

Ele também estrelou em dois filmes do escritor e diretor Melvin Frank – 1973 Um Toque de Classe, ao lado de Glenda Jackson, e 1976’s A Duquesa e a Raposa Dirtwater, com Goldie Hawn – e contracenando com Barbra Streisand em O espelho tem duas faces (1996), que ela também dirigiu.

Os muitos outros papéis principais de Segal na tela grande incluem The Terminal Man, The Black Bird, Fun with Dick and Jane, Russian Roulette, Who Is Killing the Great Chefs of Europe ?, Time of Darkness e Para os meninos.

Entre seus primeiros créditos em filmes estavam Os jovens doutores (1961) e interpretando um Ranger do Exército em O dia mais longo, o épico do Dia D de 1962, cujo conjunto incluía John Wayne, Henry Fonda, Richard Burton, Robert Mitchum, Peter Lawford, Eddie Albert, Rod Steiger, Robert Wagner, Red Buttons, Steve Forrest e um pré-Bond Sean Connery.

Nascido em 13 de fevereiro de 1934, em Great Neck, NY, Segal começou sua carreira na telinha, como convidado em programas como Cidade Nua, The Alfred Hitchcock Hour e Prisão e Julgamento.

Ele também teve vários papéis na Broadway, incluindo estrelar com John Lithgow na adaptação de 1985 de Rod Serling Réquiem para um Peso Pesado e 1999 Arte com Alan Alda, Victor Garbver e Alfred Molina.

Junto com sua indicação ao Oscar, Segal foi cinco vezes indicado ao Globo de Ouro e tem uma estrela na Calçada da Fama de Hollywood.

O melhor do prazo

Inscreva-se para Boletim de Prazo. Para as últimas notícias, siga-nos no o Facebook, Twitter, e Instagram.

Fonte