Jessica Simpson diz que gravar o audiolivro de suas memórias a ajudou a atingir um marco importante.
Jessica Simpson diz que gravar o audiolivro de suas memórias a ajudou a atingir um marco importante. (Foto: Getty Images)

Jessica Simpson está se abrindo sobre suas lutas com a dislexia.

Enquanto reflete sobre o sucesso de suas memórias Abra o livro, Simpson revelou que sofre de dislexia, um distúrbio de aprendizagem que envolve dificuldade de leitura. Segundo a cantora, a primeira vez que leu em voz alta “sem hesitação” foi durante a gravação do audiolivro, que acaba de ser eleito um dos melhores audiolivros de 2020 pela Apple Books.

“LIVRO ABERTO, obrigado pela terapia”, Simpson, 40, escreveu no Instagram. “Transformar meus medos em sabedoria foi uma jornada emocionante, para dizer o mínimo. Agradeço o poder desse louvor de todo o coração. Fato: sou disléxico e esta foi a primeira vez que li em voz alta sem hesitar. ”

A dislexia afeta áreas do cérebro que processam a linguagem e pode afetar a capacidade de uma pessoa de ler, escrever e falar.

“Eu fiz isso para o ouvinte”, continuou o estilista. “Fiz pela minha família. Eu fiz isso sozinho. ”

Simpson se tornou um New York Times autora campeã de vendas este ano, após lançar suas memórias não filtradas. A cantora foi amplamente elogiada por sua honestidade em Abra o livro, tocando em tudo de alcoolismo e cirurgia plástica para abuso sexual e ela relacionamentos de alto nível.

Leia mais no Yahoo Entertainment:

Fonte