Lori Loughlin está prevista para ser libertada da prisão na segunda-feira, 28 de dezembro de 2020, e ela está fazendo tudo ao seu alcance para não estragar as coisas. A atriz de 56 anos vem cumprindo seu tempo com humildade e os relatos afirmam que ela está confiando na fé para conseguir sua passagem. Lori foi separada de suas duas filhas, Bella, 22 anos, e Olivia Jade21, e foi encarcerado durante o Natal. Lori está planejando estar em casa a tempo para o Ano Novo e o horário de sua libertação programada não poderia ser mais adequado. Lori foi condenada a dois meses em Dublin, Instituição Penal Federal da Califórnia, por seu envolvimento em um esquema de admissão na faculdade que viu seus filhos serem aceitos na USC.

A reação contra Lori, seu marido Mossimo Giannulli (que está cumprindo uma pena de cinco meses) e seus filhos, Olivia e Bella, tem sido rápida e severa. Quando Lori voltar para casa, sua vida será diferente e não há dúvida de que seus dois meses de prisão a terão mudado.

Como a sua condenação e sentença acabarão por ter impacto na sua carreira ainda está para ser vista. Felicity Huffman, que também foi condenada no caso das admissões na faculdade, terminou sua sentença e prestou serviço comunitário. Ela acaba de assinar uma nova série do ABC que está em pré-produção, que é provisoriamente chamada o projeto Sacramento River Cats.

Parece duvidoso que a Hallmark pegue rapidamente com a Lori onde eles pararam, mas com o tempo, tudo é possível.

Você pode ver um relatório da Fox News sobre Lori Loughlin apoiando-se na fé, em Deus, e na oração enquanto ela termina sua frase abaixo.

Martha Stewart pode ser o melhor exemplo que prova que existe perdão para aqueles que cometem um crime e cumprem o seu tempo. A certa altura, Robert Downey Jr., foi considerado arriscado para trabalhar e passou a ser um super-herói infantil. Para aqueles que estão a passar pela toxicidade da cultura, não há regras duras e rápidas. Parece que o que determina como o público recebe uma celebridade caída é a natureza do crime.

O abuso de informação privilegiada de Martha Stewart e até mesmo o escândalo de admissão na faculdade são casos de pessoas que usam o privilégio para obter vantagens pessoais. Parece que estes tipos de crimes são mais facilmente perdoados do que as ofensas sexuais ou mesmo a violência doméstica.

Atores como Johnny Depp e Kevin Spacey talvez nunca vejam suas carreiras alcançarem as alturas que uma vez alcançaram. No entanto, até mesmo Mel Gibson, que foi pego em uma gravação em um tumulto verbal, continuou a trabalhar.

Alec Baldwin repreendeu sua filha, Ireland Baldwin, e sobreviveu cancelando a cultura. Parece provável que após um período de ajuste e reintrodução de Lori Loughlin aos olhos do público, ela irá trabalhar mais novamente – mesmo em redes que promovem a salubridade, como a Hallmark.

O que você acha? Há perdão para a Lori Loughlin? Gostaria de vê-la trabalhar novamente?

Anúncio

Charisse Van Horn é um escritor freelancer da Baía de Tampa. Ela gosta de escrever sobre celebridades, Entretenimentoe moda. Qualquer reprodução deste artigo fora do Celebridades por dentro será recebido com uma acção legal pelo escritor.

0




Fonte