Apresentador de TV franco Piers Morgancomentários de sobre Meghan Markle é o novo detentor do recorde para a maioria das reclamações feitas ao regulador de mídia do Reino Unido, Ofcom, mas a personalidade britânica não se perturba.

“Apenas 57.000? Mais pessoas apareceram e me parabenizaram na rua pelo que eu disse. A grande maioria dos britânicos está logo atrás de mim. ” Morgan tuitou na quarta-feira.

Mais da Variety

Os comentários de Morgan no programa de café da manhã da ITV “Good Morning Britain” atraiu 57.121 reclamações, de acordo com estatísticas publicadas pelo Ofcom na quarta-feira. Isso quebra um recorde de longa data, de 2007, quando os comentários dos participantes Jade Goody (agora falecido) e Danielle Lloyd sobre o ator indiano Shilpa Shetty no “Celebrity Big Brother” do Channel 4 geraram 44.500 reclamações.

As observações de Morgan sobre “Good Morning Britain” originaram-se de Markle e Príncipe Harryentrevista com Oprah Winfrey, onde Markle disse que seus sentimentos suicidas não receberam muito crédito do Palácio de Buckingham. Morgan disse: “Sinto muito, não acredito em uma palavra do que ela disse, Meghan Markle. Eu não acreditaria se ela lesse um boletim meteorológico para mim. ”

Ofcom lançou uma investigação no episódio de “Good Morning Britain”, após 41.000 reclamações, um número que desde então tem aumentado.

O apresentador posteriormente saiu do show mas manteve seus comentários.

Separadamente, a entrevista de Oprah, que foi transmitida em 8 de março pela ITV, atraiu 4.398 reclamações ao Ofcom.

Em 1992, décadas antes do Ofcom começar a funcionar em 2003, cerca de 30.000 pessoas reclamaram do “Ghostwatch” da BBC, na crença de que a morte nas mãos de um fantasma retratado no programa em estilo documentário era real.

Um episódio de 2018 de “Celebrity Big Brother”, agora no canal 5 do Reino Unido, atraiu 25.327 sobre a colega de casa Roxanne Pallett, alegando que seu colega de casa Ryan Thomas a agrediu fisicamente “deliberadamente” e “repetidamente”.

Mais recentemente, o episódio de 5 de setembro de 2020 de “Britain’s Got Talent” na ITV, umextraiu 24.5001 reclamações sobre o grupo de dança Diversity realizando uma rotina que incorporou elementos-chave do movimento Black Lives Matter. As denúncias afirmaram que os temas de violência e racismo no cotidiano eram inadequados para visualização familiar, que expressava apoio à organização política Black Lives Matter e que era racista com os brancos.

O inquérito do Ofcom que se seguiu concluiu que a apresentação era “uma expressão artística de questões sociais atuais e não continha qualquer conteúdo racista, violento ou impróprio de outra forma”.

O melhor da variedade

Inscreva-se para Boletim informativo da Variety. Para as últimas notícias, siga-nos no o Facebook, Twitter, e Instagram.

Fonte