Grupo pop sul-coreano BTS postou uma carta expressando seu apoio ao movimento Stop Asian Hate que surgiu como resultado do aumento da frequência em casos de crimes de ódio contra ásio-americanos e ilhas do Pacífico.

“Enviamos nossas mais profundas condolências àqueles que perderam seus entes queridos”, diz o comunicado, que foi publicado em coreano e inglês. “Sentimos tristeza e raiva. Lembramos momentos em que enfrentamos discriminação como asiáticos. Suportamos palavrões sem motivo e fomos ridicularizados por nossa aparência. Fomos até questionados por que os asiáticos falavam em inglês. ”

Mais da Variety

Em 16 de março, oito pessoas foram mortas em uma série de tiroteios em três spas ou casas de massagem de Atlanta, seis das quais eram mulheres asiáticas. Os crimes de ódio anti-asiáticos têm aumentado desde 2020, aumentando quase 150% apenas naquele ano, de acordo com um relatório divulgado pelo Centro para o estudo do ódio e do extremismo.

Em resposta, os membros do BTS Jin, Suga, J-Hope, RM, Jimin, V e Jungkook – unidos em uma voz singular – explicaram como suas próprias experiências com racismo os fizeram se sentir “impotentes” e “fragmentados” em sua auto-estima.

“Não podemos expressar em palavras a dor de nos tornarmos objeto de ódio e violência por tal motivo”, continua a carta. “Nossas próprias experiências são irrelevantes em comparação com os eventos que ocorreram nas últimas semanas. Mas essas experiências foram suficientes para nos fazer sentir impotentes e destruir nossa auto-estima. O que está acontecendo agora não pode ser dissociado de nossa identidade como asiáticos. ”

O BTS explicou que levou “um tempo considerável” para decidir como exatamente comunicar esta mensagem tão importante, mas terminou a nota com uma declaração de unidade: “Mas o que nossa voz deve transmitir é claro. Somos contra a discriminação racial. Condenamos a violência. Você, eu e todos nós temos o direito de ser respeitados. Estaremos juntos. ”

Leia a postagem completa do BTS abaixo.

O melhor da variedade

Inscreva-se para Boletim informativo da Variety. Para as últimas notícias, siga-nos no Facebook, Twitter, e Instagram.

Fonte