Recentemente, percebeu-se que a mídia norte-coreana tem afirmado que ídolos como BLACKPINK e BTS são tratados como escravos.

O meio de comunicação norte-coreano Arirang Meari escreveu recentemente um artigo que acusava cantores sul-coreanos famosos de serem tratados injustamente e forçados a viver como escravos por suas empresas.

Recentemente, jovens cantores famosos da Coréia do Sul foram forçados a viver na miséria por grandes empresas. Cantores como BTS e BLACKPINK assinam contratos exclusivos com grandes empresas de entretenimento, como SM Entertainment, ainda jovens, como no ensino fundamental ou médio, e recebem treinamento para se tornarem cantores. ”– Arirang Meari

Lisa do BLACKPINK. | @ lalalalisa_m / Instagram

O canal também afirma que os ídolos são impedidos de excursões ao exterior e só podem dormir 2 a 3 horas por dia enquanto recebem treinamento rigoroso. Os lucros obtidos com eles supostamente vão para as empresas sob o pretexto de taxas educacionais.

“Muitas cantoras que sofrem humilhações e insultos sob o duro processo de treinamento também são forçadas a atender sexualmente a políticos e empresários. Muitos jovens cantores sofrem grande pressão mental e vivem como se estivessem em uma prisão sem grades, até mesmo tirando suas próprias vidas enquanto deixam um testamento que atesta como a vida é sufocante. ”– Arirang Meari

Big Hits Entertainment

A mídia norte-coreana também afirma que isso foi relatado como tal em muitas revistas sul-coreanas e também em veículos ocidentais. No entanto, a mídia norte-coreana que afirmou isso está atualmente sob crítica de internautas sul-coreanos, dado o bloqueio que a Coreia do Norte colocou na popularidade crescente dos ídolos sul-coreanos entre os jovens norte-coreanos.

– Koreaboo

Propaganda. Role para continuar lendo.

Fonte