Um boato insidioso sobre Príncipe Charles e Princesa Dianaa babá está finalmente sendo colocada para descansar. O boato remonta a 1995, quando a babá real Tiggy Legge-Bourke foi acusada de ter um caso com o Príncipe de Gales e de ter feito um aborto após supostamente engravidar de seu filho. Agora, uma investigação da BBC provou que esses rumores são completamente falsos – e a babá receberá uma compensação monetária “significativa” pelos danos que essas alegações lhe causaram.

A investigação da BBC revela que esses rumores começaram como parte de uma manobra do jornalista britânico Martin Bashir para coagir princesa Diana em sua entrevista bombshell de 1995 para a série Panorama da rede. Na entrevista, Diana fez uma alusão infame a Caso do príncipe Charles com sua agora esposa Camilla Parker Bowles, dizendo a Bashir: “Éramos três neste casamento, por isso estava um pouco lotado”.

Mas é possível que Diana tenha sido levada a acreditar que seu ex-marido também a traiu com Legge-Bourke, que na época trabalhava como babá de seus filhos, Príncipe Harry e Príncipe William. De acordo com a investigação da BBC, Bashir forneceu a Diana provas fabricadas do caso – incluindo recibos falsos de um aborto realizado por Legge-Bourke depois de supostamente engravidar do filho do Príncipe de Gales.

Agora que a coerção do jornalista veio à tona por meio de uma investigação da entrevista, o nome de Legge-Bourke está finalmente sendo limpo. A BBC também prometeu que a ex-babá receberá um pagamento “superior a £ 100.000”, aproximadamente $ 137.400, por seus problemas, de acordo com um relatório da O telégrafo através da Pessoas. “Tiggy Legge-Bourke estava bem no centro da manipulação de Bashir e é certo que o dano causado a ela seja reconhecido pela BBC”, disse uma fonte à publicação britânica.

Apesar dos rumores que a seguiram, a ex-babá do Príncipe Harry e William continua sendo uma boa amiga da família real. Quando ela se casou em 1999, os dois irmãos compareceram a seu casamento. Legge-Bourke também compareceu ao casamento de Harry com Meghan Markle em 2018 e foi nomeada madrinha de seu primeiro filho, o filho Archie.

Bashir, por sua vez, desde então admitiu em uma declaração após a investigação da BBC que falsificar documentos para a entrevista foi uma “coisa estúpida de se fazer” e algo de que ele se arrependeu “profundamente”. Mesmo assim, o jornalista insistiu “que os extratos bancários não tiveram qualquer relação com a escolha pessoal da princesa Diana de participar da entrevista”.

Novo boletim informativo de entretenimento



Fonte